Publicado em Teologia, Trindade

… PAI DE ISRAEL

Continuação do post anterior “… PAI QUE CRIA“.

“O meu filho primogênito é Israel” (Ex 4,22).

“Tu, Senhor, és nosso Pai” (Is 63,16).

Quando Jesus nasceu, Deus já era Pai de um povo que preparava sua vinda. Foi para este povo que Deus primeiro se revelou e falou de muitos modos. Ele é um Deus que fala, testemunha os primeiros versículos da Bíblia. Toda vez que ele fala, sua palavra produz efeito, gera um ser. Ao falar, sai de si, de seu mistério e vai ao encontro do outro, de Israel. Desde o início, sua palavra é um anúncio da encarnação. Ela já traz as características de pessoa e delineia sua geração. A fala de Deus é sinal de sua reciprocidade para com o povo de Israel, reciprocidade antes exercida na relação com o Filho na eternidade. Essa proximidade se estreita quando Ele estabelece uma aliança com esse povo, prefigurando sua proximidade total na nova aliança. Em todos esses momentos Deus fala em linguagem humana para ser compreendido, mas continua sendo Palavra de Deus.

Sendo um Deus que fala, ele diz seu nome. “Eu Sou aquele que É”. Na tradição judaica o nome não é apenas a identificação de uma pessoa, mas designa seu próprio ser. Nesse caso, Deus e o seu nome são idênticos, mas também distintos. Ao dizer seu nome, ele se identifica e se entrega a Israel, mas permanece distinto, diferente do povo. Desse modo ele entra no mundo e permanece nele, de modo evidente, escolhendo um lugar para habitar, mesmo que o mundo não possa contê-lo. A revelação do nome é bastante significativa para a história da salvação. Quando veio a plenitude dos tempos, o nome deixou de habitar em um lugar para identificar um Homem, de nome incomparável, “nome sobre todo nome” que ‘manifesta o nome’ de Deus Pai.

O Deus Pai de Israel também falou por meio de anjo, mensageiro que o representa, fala como se fosse o dono da mensagem. Este enviado reforça a relação entre Deus e o povo de Israel. Ele torna visível o invisível, mostra a imanência, mas Deus permanece transcendente, até o envio do Anjo, na plenitude dos tempos. Outro meio pelo qual Deus se comunica a Israel, aproximando os laços de paternidade e filiação, são os profetas. Eles também são mensageiros que falam e agem em nome de Deus, revelando sua paternidade. Entre Deus e os profetas existe uma íntima e profunda relação, tão intensa que a Palavra de Deus é também palavra deles, os sentimentos de Deus são também deles. Eles não só portam a palavra, como também mediam a presença de Deus junto a seu povo. Também eles prefiguram o Profeta de Deus, o mensageiro que porta e é a mensagem.

Por meio destas e de outras revelações, Israel torna-se o “primogênito” de Deus neste mundo. Ele é a prefiguração da paternidade eterna de Deus para com seu Primogênito, seu Filho Unigênito. O próprio Deus disse ser “pai para Israel” e o povo reconhece isso ao acreditar que ele é o Criador, o Libertador que estabelece uma aliança e consolida assim uma relação de Pai e filho: o Pai que dá o ser e o filho que o recebe. Nessa relação, supõe-se a obediência, mas o que prevalece é o amor paterno, tão terno quanto o de mãe. Porém, Deus não quis que esse amor ficasse apenas para Israel, mas que fosse conhecido por todos os povos. O privilégio de Israel reveste-se então de responsabilidade para mostrar ao mundo seu Pai. Por isso, Israel prepara o mundo para vir o Filho que concede a todos a graça da filiação. E prova disso é que, ao longo da história, muitas vezes é evidente a promessa de um herdeiro, de um Filho que estenderia a herança à coletividade.[1]

Mario Correia[2]


[1] Texto originalmente publicado no blog do autor.

[2] Seminarista da Diocese de Barreiras, no 3º de Teologia no IFTSC.

Anúncios

Autor:

Instituto de formação de sacerdotes e religiosos da Província Eclesiástica de Goiânia.

Um comentário em “… PAI DE ISRAEL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s